Estudos Bíblicos



              A Origem da Igreja Católica                                                                                                                                       Abandonando a religião pagã e aderindo ao Cristianismo, Constantino incorreu em séria reprovação por parte do Senado Romano. Eles repudiaram ou, ao menos, opuseram-se à sua resolução. Esta oposição resultou finalmente na mudança da sede do Império de Roma para Bizânico, uma velha cidade reedificada, que logo depois teve o nome mudado para Constantinopla, em honra a Constantino. Como resultado surgiram duas capitais para o Império Romano: Roma e Constantinopla. Essas duas cidades, rivais por vários séculos, por fim se tomaram o centro da Igreja Católica dividida: Romana e Grega. Constantino fez cessar a perseguição aos cristãos em todo o império e gradualmente foi cumulando-os de favores. O imperador logo percebeu a clara divisão entre os cristãos. Percebera a importância de ser apoiado pela hierarquia de uma religião poderosa. Mas precisava que essa hierarquia fosse unânime em sua fidelidade ao Estado. Assim, embora pagão, presidiu concílios da Igreja e obrigou-a a unificar-se. Devido a essa atitude foi prontamente contrariado pelos anabatistas. Indignado, e aliando-se aos cristãos errados, baniu e perseguiu os fiéis que não concordaram com sua unificação das igrejas. Começaram as terríveis perseguições das seitas cristãs oficiais - protegidas pelo imperador - contra as não oficiais, os anabatistas, que se mantiveram independentes do governo. Pela primeira vez na história, a partir do ano 313, encontramos a página mais triste da história das igrejas. Encontramos cristãos errados perseguindo os cristãos fiéis. Esta perseguição, além de visar o extermínio dos anabatistas, também foi a mais longa. Durou mais de mil e trezentos anos, vindo a terminar após a Reforma no século XVII. Depois que Constantino se tornou o cabeça das igrejas desviadas da verdade, as mudanças doutrinárias nestas igrejas, foram se avolumando a cada ano que passava. A idéia de que o batismo poderia ajudar na regeneração da alma tinha larga aceitação por parte dos desviados que aceitaram o casamento com o poder temporal. A igreja que aceitou Constantino como seu cabeça, acreditando que o batismo era um agente ou meio de salvação, achava que quanto mais cedo fosse administrado o batismo, mais garantia poderia ter da salvação. Foi então que surgiu o “batismo infantil”. Por que esperar a idade adulta ou mesmo a velhice para ser batizado? “Ninguém sabe o que pode acontecer amanhã”, pensavam os simpatizantes da “nova igreja”. Antes disto "crentes" e "crentes" somente, eram considerados em condições de submeterem-se ao batismo. "Aspersão" e "derramamento" eram formas até então desconhecidas. Vieram muito mais tarde. Por vários séculos os infantes eram, como os demais, imersos. A Igreja Ortodoxa Grega (que é um grande ramo da Igreja Católica) até hoje não mudou a forma original de batismo. Ela pratica o batismo infantil, mas nunca procedeu de outro modo que não o da imersão das crianças. (Nota. alguns historiadores da igreja põem o inicio do batismo infantil neste século, mas eu citarei um pequeno parágrafo das "Robinson's Ecclesiastical Researches" (Pesquisas Eclesiásticas de Robinson): "Durante os primeiros três séculos as congregações espalhadas no oriente funcionaram em corpos independentes e separados, sem subvenção por parte do governo, e, conseqüentemente, sem qualquer poder secular da Igreja sobre o Estado ou vice-versa. Em todo esse tempo as igrejas batizavam e, segundo o testemunho os Pais dos primeiros 4 séculos, até Jerônimo (370, A. D.), na Grécia, Síria e África, é mencionado um grande número de batismos de adultos, sem a apresentação de ao menos um batismo de criança, até o ano 370 A. D." (Compêndio de História Batista por Shackelford, p. 43; Vedder p. 50; Chrishan p. 31; Orchard p. 50, etc.). A hierarquia organizada sob a liderança de Constantino, rapidamente se concretizou naquilo que agora conhecemos como Igreja Católica. E a novel igreja se associou ao governo temporal, não mais para ser simplesmente a entidade executiva das leis completas do Novo Testamento, mas começou a ser legislativa, começando a emendar e anular leis primitivas, bem como a criar regras completamente estranhas à letra e ao espírito do Novo Testamento. Uma das primeira ações legislativas da Igreja, e uma das mais subversivas quanto aos resultados foi o estabelecimento, por lei, do batismo infantil. Em virtude desta lei o batismo infantil tornou-se compulsório. Isto ocorreu em cerca de 416 A. D. Ele já existia, em casos esparsos, provavelmente, um século antes desde decreto. Mas, com a efetivação por lei desta prática dois princípios do Novo Testamento foram naturalmente abordados: - o do "batismo dos crentes" e o da "obediência voluntária ao batismo". Como conseqüência inevitável desta nova doutrina e lei, ,as igrejas desviadas foram rapidamente se enchendo de membros inconversos. E de fato não se passaram muitos anos até que a maioria, provavelmente, de seus membros fosse composta de pessoas não regeneradas. Assim os grandes interesses espirituais do Reino de Deus caíram nas mãos de um incrédulo poder temporal. Que se poderia esperar então? Em 426 A.D., justamente 10 anos depois do estabelecimento legal do batismo infantil, foi iniciado o tremendo período que conhecemos como "Idade das Trevos" (Idade Média, not. Do trad.). Que período! Quão tremendo e sanguinolento o foi! A partir de então, por mais uma dezena de séculos o rasto do cristianismo do Novo Testamento foi grandemente regado pelo sangue dos cristãos. Milhões de crentes perderam suas vidas, pagando o preço da fidelidade ao Senhor Jesus Cristo. Preferiram morrer do que negar o nome do Senhor que os resgatou pela cruz do Calvário. Nossos antepassados sofreram as mais variadas e terríveis perseguições por parte dos que se uniram ao poder temporal. Creio que nem Constantino tinha a idéia do resultado da união do seu império com os chamados cristãos. Foi ainda no alvorecer da "Idade das Trevas" que o Papismo tomou corpo definitivo. Seu inicio data de Leão II de 440 a 461 A.D. Este título, semelhantemente ao nome dado à Igreja Católica, tinha possibilidade de um amplo desenvolvimento. O nome aparece aplicado primeiramente, para designar o bispo de Roma, 296-404 A.D. mas foi formalmente adotado pela primeira vez por Cirilo, bispo de Roma 384-398. Mais tarde foi adotado oficialmente por Leão II, 440-461. Sua universalidade foi reclamada em 707. Alguns séculos mais tarde foi declarado por Gregório VII, ser o titulo exclusivo do Papado. Por falta de espaço, infelizmente, não poderemos descrever neste pequeno estudo todas as mudanças que houve no decorrer dos séculos no seio da Igreja Católica. Mas vamos dar uma súmula dos mais significativos eventos ocorridos nos primeiros cinco séculos: 1) A mudança gradual do governo democrático da Igreja para o governo eclesiástico. 2) A mudança da salvação pela graça para a salvação pelo batismo. 3) A mudança do batismo de crentes para batismo infantil. 4) A hierarquia organizada. Casamento da Igreja com Estado. 5) A sede do Império mudada para Constantinopla. 6) O Batismo Infantil estabelecido por lei e tornado compulsório . 7) Os cristãos nominais começam a perseguir os cristãos. 8) A "Idade de Trevas" começa em 426 a.D. 9) A espada e a tocha, de referência ao Evangelho, que se tornou o poder de Deus para a salvação. 10) Todo o vestígio de liberdade religiosa é desfeito, coberto e enterrado por muitos séculos. 11) As igrejas fiéis ao Novo Testamento são perseguidas e tratadas por nomes diversos. São ainda açuladas para o mais longe possível do poder temporal católico. O remanescente destas igrejas se espalhou por todo o mundo e é achado, talvez escondido, em florestas, montanhas, vales, antros e cavernas da terra. BIBLIOGRAFIA: O BATISMO ESTRANHO E OS BATISTAS, por W.MNEVINS. RASTO DE SANGUE, por J.M.CARROLL. A ORIGEM, por GILBERTO STEFANO A HISTÓRIA DOS BATISTAS, por JERRY DONALD ROSS. Antônio Carlos Dias antodias@uol.com.br Fonte: .PalavraPrudente. --------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------                        


                                  

                                O VERDADEIRO AVIVAMENTO QUE PRECISAMOS
     


 TEXTO BASE : Ouvi, SENHOR, a tua palavra, e temi; aviva, ó SENHOR, a tua obra no meio dos anos, no meio dos anos faze-a conhecida; na tua ira lembra-te da misericórdia. Habacuque 3.2 .Nos dias atuais fala-se muito sobre avivamento,mas será que o verdadeiro avivamento só esta no fogo, nas línguas estranhas ou em profetizar? tudo isso é bom mas, um verdadeiro avivamento tem que gerar em nós alguns princípios importantíssimos do nosso DEUS; vejamos: 
                                                                                          
                     UM  AVIVAMENTO REAL GERA EM NÓS ARREPENDIMENTO 

 Se você se diz avivado e não der lugar ao ESPIRITO SANTO PARA GERAR EM VOCÊ ARREPENDIMENTO,COMO VOCÊ DIZ QUE AVIVADO? se trancarmos nossos corações para o toque do ESPIRITO SANTO não estaremos sensíveis para o ouvi-lo; deixe o ESPIRITO DE DEUS gerar arrependimento em você.
                                                                                                                                                        
                     UM AVIVAMENTO REAL GERA EM NÓS INTIMIDADE COM DEUS                                                                                                                                                                                                                           

 
As vezes arrumamos tantas desculpas para não termos mais intimidade com d'us,dizemos que ´só o pastor ou bispo ou apóstolo tem mais intimidade com d'us,, o SENHOR JESUS CRISTO se entregou na cruz e pagou suas dividas com o pecado para que você tivesse livre acesso ao pai e você por medo ou não sei outra coisa não toma posse disso lembre-se irmão o véu do templo se rasgou não há mais separação entre nós e DEUS você tem acesso direto ao ETERNO EM NOME DE JESUS CRISTO . Na carta carta de 1 Pedro 2.9 o apóstolo Pedro[KEFA] Diz que nós eu e você somos raça eleita sacerdócio real,nação santa,povo de propriedade a Deus . Então porque eu e você não entramos com mais ousadia ,no santo dos santos;se o véu do templo se rasgou,não há mais separação entre nós e Deus ,temos que deixar a covardia ,o medo para trás e dizermos:que queremos mais e mais de ti Senhor Deus em nome do Senhor Jesus Cristo.                                                                                                                                                                                                                                               
                                    UM AVIVAMENTO REAL GERA EM  NÓS TEMOR  

 Tem vezes que pensamos se o Espirito de Deus mora em mim;porque eu peco tanto.logo pode ser um tradicional ou do fogo mas se não tiver temor ao Eterno Deus de nada vai nos adiantar ser frio ou quente.O Apostolo João (yohanã) quando estava preso na ilha de patmos teve visões do céu e nosso Deus disse a João[yohanã] sobre as 7 igrejas da Asia , e algumas tinham qualidades mais uma delas já não tinha qualidade,ela se chamava laodicéia ,igreja rica mas sem temor a Deus,fazia as coisas de qualquer maneira,pos o senhor Jesus disse:estou a ponto de vomitar-tiei da minha boca,nos nossos dias não são diferente ,existem igrejas que estão como laodiceia já perderam a chama do Espirito de Deus , dizer que fazem em nome de Jesus mais no altar está outro deus mamom e se não despertarem do seu sono,será tarde demais.igreja que não deixa o Espirito de Deus agir,esta morrendo sem perceber pensam que fazem a vontade de DEUS mas na realidade não fazem ,igrejas recuperem o temor do Altíssimo.                                                           

                          UM AVIVAMENTO REAL GERA EM NÓS AUTORIDADE                                                                                                        

Esse principio quase já não se vê mais nas igrejas; porque ao invés das lideranças impactarem o mundo , eles colocam o mundo dentro das igrejas, e boa parte do povo é preguiçosa e não procura ler a palavra só ficam esperando pelo pastor por isso erram por falta de conhecimento mas isso não desculpa irmão cristo morreu na cruz para que você também tivesse autoridade não deixe que ninguém te engane com fábulas creia sim na pura e simples palavra de DEUS.O SENHOR JESUS CRISTO DISSE , que nos últimos dias os lideres e as pessoas se apostatariam da fé. meu conselho para você meu amigo ou amiga e irmão ou irmã e que você que você deixe o ESPIRITO DE DEUS falar ao te coração a palavra dele e então fale pregue a verdade da palavra de DEUS e não a sua própria verdade, a única verdade que liberta é JESUS CRISTO o nosso salvador.                                                                                                                          
                                                                                                                                                                                       
CONCLUSÃO                                                             

Você quer um verdadeiro avivamento ? Deixe-se ser usado por DEUS só assim sua vida sera cheia do ESPIRITO DE DEUS e so assim ela tera sentido. texto escrito pelo pastor Jan Fire inspirado por DEUS EM NOME DE JESUS CRISTO

autor do texto : pastor jan fire :http://ministeriocristaohabakuk.blogspot.com.br/
------------------------------------------------------------------------------------------------------  VIGIE COM AS SUAS PALAVRAS 
               VIGIE COM AS SUAS PALAVRAS                   



EU QUERIA ENTENDER PORQUE OS CRISTÃOS , QUE SE DIZEM SER DE CRISTO,CONTINUAM A DIFAMAR AO PRÓXIMO COM PALAVRAS ,CAUSANDO FERIDAS, QUE MUITAS VEZES DESTRÓI UMA VIDA. A PALAVRA DE DEUS DIZ:"PORTANTO QUER COMAIS,QUER BEBAIS,OU FAÇAIS OUTRA COISA,FAZEI TUDO PARA A GLÓRIA DE DEUS .1COR.10.31." SEI QUE NINGUÉM É PERFEITO MAS SE CRISTO VIVE EM NÓS DEVEMOS ANDAR COMO ELE ANDOU,PENSAR COMO ELE PENSOU, OU SEJA NOSSAS ATITUDES TEM QUE REFLETIR CRISTO EM CADA UM DE NÓS, PRECISAMOS DEIXAR CRISTO NOS MOLDAR, MAS INFELIZMENTE SÃO POUCOS OS QUE ENTENDEM ISSO, SE DEIXAM SE CONTAMINAR PELA LÍNGUA. A PALAVRA DE DEUS DIZ: QUE AQUELE QUE FALA DO SEU PRÓXIMO EM OCULTO É HOMICIDA, PORTANTO VIGIE NO QUE VOCÊ FALA; POIS PODEMOS ESTÁ MATANDO ALGUÉM PELAS NOSSAS PALAVRAS ,UM DIA VAMOS PRESTAR A DEUS CONTAS, DE TUDO QUE NÓS FIZERMOS AQUI NA TERRA ,E O QUE VOCÊ SEMEAR TAMBÉM VOCÊ VAI COLHER PORTANTO VIGIE COM  AS SUAS PALAVRAS.. 

AUTORA DO TEXTO: MISSIÓNARIA PATRÍCIA FIRE

Um comentário:

  1. LINDA MENSAGEM MUITO EDIFICANTE PARA NOSSAS VIDAS COTINUE ASSIM DEUS TE ABENÇÕES EM NOME DE JESUS

    ResponderExcluir